4700-682 Palmeira, Portugal | Learning disabilities
AIA – Associação para a Inclusão e Apoio ao Autista Find out more
Raised
$163.87
Items
67
Followers
11
Bid on amazing once in a lifetime auctions including signed celebrity items, exclusive experiences and more.

Do you have a special item you would like to auction to support our charity?

Shop and support our cause.
Add item
Sell an item and support a charity

A AIA tem como missão principal o apoio a pessoas com perturbações do desenvolvimento e autismo (PDA), de todos os grupos etários.

A AIA – Associação para a Inclusão e Apoio ao Autista, é uma associação de direito privado sem fins lucrativos constituída em Janeiro de 2010 através da aquisição de personalidade jurídica e de plena autonomia administrativa e financeira do Núcleo de Braga da APPDA-Norte - Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo.

Tem a sua sede social em Palmeira,  contando com 195 associados e 41 clientes em terapias.

A AIA oferece:

- Acções de Formação várias centradas nas Perturbações do Desenvolvimento e Autismo;

- Reuniões de partilha entre pais;

- Terapias de Intervenção Precoce nas áreas de Psicologia, Terapias da Fala e Ocupacional, e psicomotricidade em meio aquático..

- Actividades de pausas e férias lectivas.

- Apoio aos Pais

- Assembleias de Associados.

- Convívios entre associados

A Nossa Missão (artº 3º dos Estatutos)

A AIA tem como missão principal o apoio a pessoas com perturbações do desenvolvimento e autismo (PDA), de todos os grupos etários. Secundariamente propõe-se desenvolver actividades no âmbito da Saúde e Formação Profissional.

A Nossa Visão (artº 6º dos Estatutos)

Associação de excelência que acompanha os clientes no seu projecto de vida de modo a que eles possam desenvolver ao máximo o seu potencial.

Os Nossos Valores e Princípios  (artº 7º dos Estatutos)

Solidariedade

Respeito pela pessoa com Deficiência Intelectual

  • Princípio da Dignidade

  • Princípio da Igualdade de oportunidades

  • Princípio do Direito à Autonomia

  • Princípio do Direito à Participação

  • Princípio do Direito à Privacidade

Respeito pela Família

  • Princípio do Direito à Igualdade

  • Princípio do Direito à Participação

  • Princípio do Primado da Inclusão

  • Princípio da Partilha de Responsabilidades

  • Princípio do Direito à Informação

Respeito da Organização

  • Princípio da Não Discriminação

  • Princípio da Qualidade

  • Princípio da Cooperação e Intercooperação

  • Princípio da Reivindicação

  • Princípio da Não Lucratividade da Acção

  • Princípio da Transparência da Acção

  • Princípio da Informação e do conhecimento

  • Princípio da Valorização dos Profissionais

Respeito pela Declaração Universal dos Direitos do Homem

Respeito pela Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência

Respeito pela Carta para as Pessoas com Autismo

O Nosso Compromisso (artº 4º e 5º  dos Estatutos)

Para atingir os seus fins de solidariedade social a AIA deverá criar e manter estruturas, equipamentos e serviços adequados para pessoas com PDA, tais como: 

  • Serviços de apoio directo inseridos no seu processo de desenvolvimento, nomeadamente: Estimulação precoce, centros de recursos para a inclusão, centros de actividades ocupacionais, centros residenciais e apoio domiciliário que garantam a qualidade de vida, a convivência social e todas as necessidades dos seus clientes ao longo do seu ciclo de vida;

  • Serviços complementares aos referenciados na alínea anterior de apoio social, psicológico, psicopedagógico e de formação e informação à pessoa com PDA e sua família

Para atingir os seus outros fins:

  • Promover a detecção precoce e o respectivo diagnóstico;

  • Promover a formação profissional, a educação pré escolar e a escolaridade das pessoas com PDA, visando a sua inclusão escolar e social;

  • Promover formação específica e/ou formação profissional aos colaboradores, candidatos a colaboradores e a todas as pessoas que se interessem por esta problemática, de modo a prosseguir os seus fins;

  • Apoiar a investigação da etiologia, fenomenologia e terapêutica das PDA, colaborando com todas as pessoas e instituições interessadas;

  • Colaborar com instituições congéneres, portuguesas ou estrangeiras, e com organizações ou instituições internacionais, na defesa dos direitos das pessoas com PDA.

Para a realização dos seus objectivos, a AIA deverá celebrar protocolos de colaboração com instituições públicas e, ou, particulares e poderá associar-se a outras instituições que tenham objectivos complementares ou afins.

 Objectivos Gerais Estratégicos até 2015

  • Sustentabilidade da Associação.

  • Ter uma gestão semi-profissional ou profissional

  • Construir e divulgar a marca AIA na intervenção das perturbações do desenvolvimento e autismo.  Produzir conhecimento.

  • Celebrar protocolos de cooperação e parcerias para a prossecução dos seus fins.

  • Ser uma organização qualificada na intervenção precoce a pessoas com perturbações do desenvolvimento e autismo.

  • Informar e formar sobre as perturbações do desenvolvimento e autismo de modo a que haja uma maior detecção precoce da problemática.

  • Apoiar clientes em idade escolar.

  • Apoiar clientes nos períodos de pausa escolar e férias.

  • Ter a resposta social “Centro de Actividades Ocupacionais” para maiores de 16 anos

  • Ter a resposta social Lar Residência para maiores de 16 anos

  • Prover ao levantamento das necessidades das famílias e promover uma maior união e informação entre as mesmas.

  • Levantamento dos casos de autismo no Distrito

  • Ter reconhecimento da Qualidade em toda a sua actuação.

A escolha do nome

AIA, para além de acrónimo de Apoio Inclusão Autista, tem o significado de “dama de companhia”.

Pretende-se que esta Associação seja a “dama de companhia” das pessoas com perturbações do desenvolvimento e autismo (PDA), sendo uma facilitadora entre famílias, técnicos e sociedade em busca da melhor forma de apoiar e incluir essas  pessoas, em especial as portadoras de perturbações do espectro autista.

O desafio colocado à AIA é o de estar sempre presente em todas as fases do ciclo de vida das pessoas com PDA. Para tal temos de construir as estruturas e serviços que respondam ás suas necessidades e às das suas famílias. Queremos que as pessoas com PDA sejam autónomas, o mais independente possíveis e, essencialmente, felizes.

É um projecto em aberto que vai estar em contante construção, adaptação, reformulação. Mas sem pessoas não há obra, e por isso, todas as famílias, técnicos, amigos e mecenas são parte fundamental deste projecto.   

Um pouco de história

A 5 de Julho de 2005, a convite da Dra. Virgínia Rocha, departamento de Psiquiatria do Hospital de S. Marcos, a Direcção da APPDA – Norte apresentou a Associação a um grupo de pais de crianças e jovens com autismo de Braga, alguns dos quais já seus associados.

Nessa reunião os pais, atendendo ao número de casos sinalizados no distrito - mais de trinta-, foram convidados a formar uma Associação de forma a se organizarem para colmatar as necessidades de apoio dos seus filhos, bem como o seu futuro.

Como forma rápida de arranque foi posta à consideração das pessoas presentes a criação de um núcleo em Braga, vinculado à APPDA-Norte, para funcionar até existirem condições de se autonomizarem.

Foi agendada nova reunião para 6 de Outubro para que os Pais presentes, bem como outros a informar, pudessem decidir o que fazer. O Hospital poderia viabilizar uma sala para reuniões, com marcação atempada.

A 6 de Outubro os pais optaram pela criação do núcleo e a 27 de Dezembro de 2005 a Assembleia Geral da APPDA – Norte deliberou favoravelmente a proposta da Direcção para a criação do núcleo.

Nos finais de 2006, a Câmara Municipal de Braga cedeu ao núcleo as instalações da antiga Escola Primária do Assento de Cima, em Palmeira.  Para além de sede social o espaço serviu para a realização de assembleias, reuniões de partilhas, formação e realização de terapias de intervenção precoce na área de psicologia, terapias da fala e ocupacional.

Em meados de 2009 os associados efectivos já pensavem que era tempo de o núcleo se autonomizar e no final de 2009, em plenário de associados do Núcleo, decidiram pela constituição de uma associação.

Assim surgiu a AIA – Associação para a Inclusão e Apoio ao Autista

Support our cause

Support our cause
CHARITY SPECIALISM
Necessidades educativas especiais
Tax number
509 508 570
PHONE
+351253627749
EMAIL
joanamagalhaes.aia@gmail.com
FACEBOOK
WEBSITE
ADDRESS
Rua Assento de Cima, s/n (Palmeira)
4700-682 Palmeira, Braga

International Bank Account Number
PT50 0036 0101 9910 0052 9490 8
National Bank Account Number
0036 0101 9910 0052 9490 8

AIA – Associação para a Inclusão e Apoio ao Autista
AIA – Associação para a Inclusão e Apoio ao Autista
 

Are you related to a charity or know any that you would like to see on eSolidar?

Let us know.

Recommend us to a Charity